Russomanno admite encontro com Serra

Candidato do PRB negou que houvesse acordo para evitar troca de farpas durante as eleições

Ricardo Chapola - O Estado de S. Paulo,

24 de julho de 2012 | 13h50

O candidato do PRB à Prefeitura de São Paulo, Celso Russomanno, admitiu nesta terça-feira, 24, que teve o encontro, mas negou que houvesse um "acordo de cavalheiros" com o adversário José Serra (PSDB). Na sexta, o tucano se encontrou com o presidente nacional do PRB, Marcos Pereira, para combinar de não trocarem farpas durante a campanha.

Na reunião, Russomanno disse que a proposta foi de aliança num eventual segundo turno. Segundo ele, no entanto, não será uma via de mão-dupla, pois não prometeu apoio a Serra se não continuar vivo na disputa.

"Houve esse encontro de fato, mas não existe um pacto entre nós (PRB e PSDB). Não existe pacto nenhum", declarou durante uma feira livre em Cangaíba, zona leste da capital. "Nós vamos estar no segundo turno. Foi uma conversa amigável para que, num possível segundo turno, nós estejamos juntos".

Sobre o pacifismo levado ao encontro, o ex-deputado disse que está apenas mantendo o mesmo tom desde o início, sem desferir ofensivas a ninguém. A intenção, afirmou, é continuar assim.

Líderes do PRB não contradizem o discurso do candidato, mas prometem o revide à altura em caso de ataques.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.