Rússia poderá ajudar Brasil em novo foguete

A Rússia poderá cooperar com o Brasil na área espacial, na segunda fase da construção do Veículo Lançador de Satélites (VLS2), principalmente com a transformação do combustível sólido em líquido. A informação foi dada nesta sexta-feira, em entrevista coletiva, pelo ministro da Defesa, José Viegas, que recebeu em visita oficial, o ministro de Defesa da Rússia, Serguei Ivanov. Os russos estão colaborando com o Brasil na apuração das causas da explosão ocorrida na Base de Lançamento de Alcântara. O resultado das investigações, segundo o ministro Viegas, poderá levar meses por causa das dificuldades de recuperação do material envolvido no acidente, que foi submetido a mais de três mil graus de temperatura. Viegas reiterou que o acidente foi causado por uma descarga elétrica, mas não disse o que poderia ter provocado a descarga.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.