Ruralistas querem secretário de Serra fora da negociação

Representantes de entidades ruralistas querem que o governador José Serra indique o secretário da Agricultura e do Abastecimento do Estado, João de Almeida Sampaio, para articular as negociações visando à regularização das terras no Pontal do Paranapanema, extremo oeste do Estado. Em reunião realizada neste sábado, 24, em Presidente Prudente, eles criticaram a postura do secretário da Justiça, Luiz Antonio Marrey, de abrir negociação com o Movimento dos Sem-Terra (MST) de José Rainha Júnior. O grupo de Rainha, aliado a sindicatos filiados à Central Única dos Trabalhadores (CUT) invadiu 14 fazendas, esta semana, no oeste do Estado. No encontro, que reuniu representantes de 28 sindicatos rurais patronais e da União Democrática Ruralista (UDR), os produtores rurais decidiram também enviar documento ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva pedindo que o projeto de reforma agrária seja transformado em projeto de colonização agrária, com a utilização, apenas, de terras ainda não exploradas ou abandonadas. Segundo o presidente da UDR, Luiz Antonio Nabhan Garcia, os ruralistas repudiaram as declarações do ministro do Desenvolvimento Agrário, Guilherme Cassol, de que as invasões de terras podem ser "justificáveis".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.