Ruralistas bloqueiam ponte e barram MST

O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) e os ruralistas gaúchos estão separados pelos 71 metros da Ponte do Verde, na BR-392, em São Sepé, na Região Central do Rio Grande do Sul. O bloqueio, mantido desde as 9 horas por fazendeiros de São Gabriel e integrantes dos Sindicatos Rurais da Região, impede a caminhada dos 800 trabalhadores do MST em direção a São Gabriel, onde pretendem ocupar os 13,2 mil hectares do agropecuarista Alfredo Southall, que julgam ser improdutiva.O bloqueio da ponte pelos ruralistas foi considerado ilegal pelo Secretário da Reforma Agrária do Rio Grande do Sul, Vulmar Leite, que vai tentar, ainda hoje, a sua liberação por via judicial, pois entende que o direito de ir e vir das pessoas, no caso específico os 800 agricultores do MST, está sendo cerceado: "O que os ruralistas estão fazendo é ilegal, já que as pessoas não podem se movimentar livremente pelo local".Para que isto aconteça, será necessária a presença do Juiz Federal de plantão, de Passo Fundo, para resolver a questão: "Vamos aguardar por aqui", disse o líder do MST, Justino Vieira, que acrescentou: "Nós não queremos confronto com ninguém. Só desejamos continuar a nossa caminhada". Toda a situação está sendo controlada por mais de 100 policiais da Brigada Militar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.