Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Ruralistas acusam MST de dar dinheiro para atrair sem-terra

O presidente da União Democrática Ruralista (UDR) Luiz Antonio Nabhan Garcia acusou hoje o MST de oferecer R$ 50,00 por mês mais uma cesta básica às famílias que se transferem para os acampamentos no Pontal do Paranapanema. Nabhan disse ter obtido essa informação de várias pessoas que o movimento tentou cooptar em Sandovalina, cidade do interior paulista que abriga um acampamento com 450 famílias. "Assim fica fácil fazer superacampamentos", afirmou.Segundo ele, muitas famílias que vivem situação de desemprego se deixaram levar pela promessa e construíram barracos no acampamento. "Elas mantém a sua rotina na cidade, mas marcam o ponto no barraco, como se fossem sem-terra." O coordenador regional do MST Valmir Luis Sebastião disse que o presidente da UDR está tentando inverter o papel do movimento. "Nós não damos cesta básica nem dinheiro a ninguém, o que oferecemos é a possibilidade de lutar pela terra."Segundo Sebastião, o presidente da UDR deve estar confundindo os programas governamentais de renda mínima e o Fome-Zero com o trabalho do MST. "Se as famílias acampadas recebem cesta básica ou outro tipo de ajuda, quem dá é o governo. No Pontal também existem excluídos."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.