Rui Falcão diz que iniciativa do PSDB é ‘atitude antidemocrática’

Tucanos protocolaram na Procuradoria-Geral Eleitoral pedido de abertura de ação para extinguir o PT devido a informações prestadas por Nestor Cerveró sobre suposto abastecimento da campanha presidencial de 2006 com dinheiro do exterior, o que é proibido

Beatriz Bulla, Igor Gadelha e Gabriela Lara, O Estado de S. Paulo

21 de janeiro de 2016 | 03h00

O presidente nacional do PT, Rui Falcão, reagiu à iniciativa dos tucanos que pede, na Justiça, a extinção do partido. Em nota divulgada na tarde desta quarta-feira, 20, Falcão afirmou que o PSDB tenta criar “mais um factoide” e tem mais uma “atitude antidemocrática”. 

“As contas de 2006 a que o PSDB se refere na ação foram aprovadas pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Assim, o que o jurídico dos tucanos faz agora é mais um factoide”, disse o petista. “Mais uma atitude antidemocrática daqueles que não aceitam as sucessivas derrotas eleitorais. O Partido dos Trabalhadores é maior do que tudo isso.”

À noite, ao começar sua apresentação em evento do Fórum Social Mundial, em Porto Alegre, o presidente do PT também comentou a ação tucana e disse que ainda estava “sob impacto” da atitude. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.