RS e MG votam contra Approbato

Embora a eleição de Rubens Approbato Machado para a presidência da Ordem dos Advogados do Brasil(OAB) tenha contado com a unanimidade dos eleitores nas seccionais da maioria dos Estados, houve forte contestação ao seu nome no Rio Grande do Sul e em Minas Gerais, de acordo com os números oficiais divulgados há pouco pela Gerência de Comunicação Social do Conselho Federal da entidade.Na seccional gaúcha da OAB, Approbato recebeu 20 votos e houve 20 votos em branco e um nulo. Em Minas Gerais, ele teve adesão expressiva - 36 votos -, mas houve 17 sufrágios em branco e um nulo. Já em Pernambuco, onde atua o candidato que desistiu da disputa - Urbano Vitalino -, Approbato conseguiu vitória esmagadora: dos 31 votos, ele recebeu 28, dois foram anulados, e um advogado votou em branco. Houve votos nulos também em Minas (1), Rio Grande do Sul (1), Roraima (1) e Tocantins (1). Abstenções ocorreram no Acre (uma) e Mato Grosso (uma). O maior número - 4 - de votos em branco foi registrado em em Santa Catarina. Houve votos em branco também no Ceará (1) e em Tocantins (1).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.