Rossetto prevê reação da economia já no segundo semestre

Rossetto prevê reação da economia já no segundo semestre

Ministro da Secretaria-Geral da Presidência disse que governo está seguro com agenda econômica desenvolvida por Dilma Rousseff

Adriana Fernandes e Lisandra Paraguassu, O Estado de S. Paulo

15 de março de 2015 | 21h17

O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Miguel Rossetto, previu uma reação da economia brasileira já no segundo semestre. Ele disse que o governo está seguro da agenda econômica que sendo desenvolvida nesse segundo mandato da presidente Dilma Rousseff. Afirmou que o governo é capaz de compreender e sustentar medidas que garantam a "rota" do crescimento. Para ele, depois do baixo crescimento de 2014, era importante "arrumar" as contas do País.

"Chegamos ao limite. O que estamos buscando é fazer uma recomposição de receitas e gastos de tal forma que possamos entrar 2016 com as contas equilibradas", afirmou, lembrando que o governo já conviveu com período de boa avaliação e outros não.


" SRC="/CMS/ICONS/MM.PNG" STYLE="FLOAT: LEFT; MARGIN: 10PX 10PX 10PX 0PX;

"O Brasil tem problemas importantes e já convivemos com problemas dessa natureza e fomos capazes de solucioná-los preservando uma rota de crescimento para o País. Segundo ele, o quadro da economia não tem relação com o que acontece na Grécia e na Espanha.

Tudo o que sabemos sobre:
protestosDilma RousseffRossetto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.