Rosinha reassume prefeitura no RJ após afastamento

Sete meses após ter sido afastada da prefeitura de Campos dos Goytacazes (RJ) por determinação da Justiça Eleitoral, a ex-governadora Rosinha Garotinho (PMDB) será reconduzida ao cargo hoje. Por decisão de ontem do ministro Marcelo Ribeiro, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Rosinha e o vice-prefeito Francisco Oliveira (PT) reassumem as funções imediatamente.

DAIENE CARDOSO, Agência Estado

16 Dezembro 2010 | 12h59

O ministro também determinou a suspensão da nova eleição, marcada para 6 de fevereiro de 2011 até que seja julgado um novo recurso. A ex-governadora e mulher do deputado federal eleito Anthony Garotinho foi eleita em 2008 e afastada da prefeitura por abuso de poder econômico em razão do uso indevido dos meios de comunicação.

No recurso encaminhado ao TSE, a defesa da prefeita alegou que o TSE anulou na última terça-feira, 14, a decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) que tornou Anthony Garotinho inelegível na mesma ação que afastou Rosinha, ou seja, que o benefício deveria ser estendido também à prefeita e seu vice.

O ministro Marcelo Ribeiro declarou nula a decisão regional e determinou que o processo volte à primeira instância. Nos últimos sete meses, o presidente da Câmara Municipal, Nelson Nahim (PR), aliado de Rosinha, esteve à frente da Prefeitura de Campos dos Goytacazes.

Mais conteúdo sobre:
Rosinha RJ prefeitura afastamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.