Roseana vai processar procuradores que a acusam

A ex-governadora do Maranhão Roseana Sarney (PFL) anunciou nesta quarta-feira, através de nota, que vai processar os procuradores do Ministério Público e o delegado da Polícia Federal, Hélbio Dias Leite, responsáveis pelas investigações do caso Sudam (Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia), por abuso de poder.A decisão de Roseana foi tomada após a imprensa ter divulgado que o Ministério Público Federal irá denunciar ela, o marido Jorge Murad, e o ex-senador Jader Barbalho (PMDB) à Justiça Federal, por peculato, organização criminosa, tráfico de influência e lavagem de dinheiro, no inquérito que apura o desvio de R$ 44 milhões do projeto Usimar, financiado pela extinta Sudam e que nunca saiu do papel. A ex-governadora alega que nunca teve "acesso ao processo", nunca foi "ouvida sobre essas acusações", e que só tem conhecimento das denúncias através da imprensa. As investigações do Ministério Público concluíram que Jader Barbalho foi responsável pelo desvio R$ 8,8 milhões da Usimar. E o delegado Hélbio Dias Leite acredita que o R$ 1,34 milhão encontrado no escritório da Lunus, empresa de Roseana e Murad, foi repassado por Jader.Na nota, Roseana Sarney também anuncia que enviou uma procuração ao Ministro da Justiça para que ele quebre e divulgue seus sigilos telefônicos, fiscal e bancário "e todas as outras informações que desejar". A nota não faz referência a Jorge Murad.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.