Roseana Sarney se licenciará do Senado para tratar aneurisma

Senadora descobriu aneurisma cerebral na semana passada e deverá passar por cirurgia entre fevereiro e março

Gisele Silva, do estadao.com.br,

27 de novembro de 2008 | 18h11

A senadora Roseana Sarney(PMDB-MA) deve tirar licença do Senado até 8 de dezembro para tratar de um aneurisma cerebral, descoberto na terça-feira da semana passada, segundo informações de sua assessoria. A princípio, a licença será de apenas duas semanas. Em seguida, haverá o recesso parlamentar que termina no início de janeiro, quando a senadora decidirá se renova a licença ou se volta ao Senado. Ainda segundo a assessoria, a expectativa é que Roseana volte no fim de janeiro. Por enquanto, ela descarta ficar fora mais de 120 dias, período caso em que deve ser substituída pelo suplente.   A senadora descobriu o aneurisma, que tem 6 milímetros, ao fazer um check-up no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, na semana passada. De acordo com os médicos, Roseana precisa de uns três meses para se preparar para cirurgia pois era fumante. Assim que soube da notícia, parou de fumar, segundo sua assessoria, e vai passar um tempo na Ilha de Curupu, que pertence à família e fica nas proximidades de São Luís (MA). Ela tem 55 anos. A senadora espera, segundo a assessoria, marcar a cirurgia para fevereiro, mas os médicos acreditam que só será possível em março.   Embora o aneurisma tenha sido descoberto em um check-up, Roseana sentia muitas dores de cabeça e de vez em quando algumas ausências de memória. Segundo a assessoria, ela atribuía esses sintomas ao estresse por conta da campanha eleitoral para prefeito. Seu pai, o ex-presidente e também senador José Sarney (PMDB-AP) abateu-se com o resultado do check-up feito por Roseana e desistiu de disputar a presidência do Senado.   Roseana tem um histórico de cirurgias. Em 2002, ela teve de remover três nódulos das mamas, que lhe custaram a retirada de 25% de cada seio.  Os tumores, todos benignos, foram descobertos em plena campanha eleitoral para o Senado. Dois anos antes, Roseana retirou um nódulo benigno do seio direito.   No mesmo ano, operou uma fratura no joelho esquerdo.  Em 1998, em campanha para se reeleger governadora, retirou um nódulo do pulmão.  Em cerca de um mês ainda foi submetida à retirada de tumores benignos do seio direito, à extração do útero, de um ovário e das trompas, além de retirar cerca de 30 cm do intestino.  Ela já tinha removido um ovário em 1982 e tem ainda em sua ficha médica quatro cirurgias para extração de pólipos do intestino e duas retiradas de cistos no ovário.  

Tudo o que sabemos sobre:
Roseana SarneySenado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.