Roseana e Serra fecham pré-agenda de campanha

Com um pacto de não-agressão em vigor, a governadora Roseana Sarney (PFL-MA) e o ministro da Saúde José Serra (PSDB-SP) fecham, nos próximos dias, as agendas de campanha. Adversários da base aliada, os pré-candidatos Roseana e Serra irão, respectivamente, investir em terreno alheio e tentar garantir, por meio dos resultados das pesquisas de intenção de voto, apoio e alianças.O presidente do PFL paulista, Cláudio Lembo, confirma a série de viagens pelo Brasil, mas assegura que São Paulo não é o alvo prioritário da campanha pefelista. "Não tem nenhuma programação especial para o Estado", disse Lembo. Há cerca de quatro meses, antes de Roseana se destacar nos programas de TV do horário eleitoral, o PFL paulista chegou a programar uma caravana de Roseana pelas 20 maiores cidades paulistas.Diante do sucesso da governadora, que ultrapassou os 20% de intenção de voto nas pesquisas, só com a participação nos programas de TV, o PFL desistiu da caravana paulista. Serra, ao contrário de Roseana, está por conta da pré-convenção do PSDB, dia 24, para iniciar uma extensa agenda de viagens, com visitas a cerca de 300 cidades. Entre elas, Imperatriz, segunda maior cidade do Maranhão e, numa segunda etapa, São Luís.A incursão tucana em campo adversário, no entanto, não está sendo avaliada pela direção do PFL paulista como um ato de provocação ou de ameaça. "Imagino que ele irá em missão de paz", prevê Lembo, sobre a passagem do senador-candidato Serra no Maranhão. "Ninguém quer agredir ninguém."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.