Roseana, de fofão e sambando, ao lado do pai

A governadora Roseana Sarney está participando ativamente do carnaval de rua da capital maranhense. Neste domingo à noite, ela se vestiu de fofão (fantasia típica dos brincantes do carnaval de rua maranhense) para acompanhar o desfile das bandas e blocos tradicionais no centro da cidade e ainda foi assistir, junto com o pai, o senador José Sarney, ao desfile da escola Favela do Samba, que teve como enredo o livro Saraminda, escrito pelo ex-presidente em 1997.Como faz todos os anos, Roseana ficou mais de quatro horas na casa de sua avó materna, Vera Macieira, na esquina das ruas do Passeio e de Santana, no centro de São Luís. Roseana participou do Baile da Gala, na quinta-feira passada, e foi à casa da avó no sábado e no domingo. Neste domingo, ela vestiu uma fantasia de fofão nas cores vermelho e branco, com detalhes, gola e punhos amarelos, e calçou um tênis vermelho.?Desde que me entendo como gente, ainda garotinha, eu saio de fofão no carnaval. Comecei a desfilar pela escola Flor do Samba em 1978 e sempre que posso estou sambando com amigos na passarela?, disse Roseana à Agência Estado.Sambando em cima da cadeiraDurante 55 minutos, ela acompanhou a passagem dos três mil integrantes da escola Favela de Samba. Roseana sambou durante boa parte do desfile em cima de uma cadeira de ferro. Tanto na casa da avó como na passarela, a candidata do PFL à presidência da República esteve em companhia dos pais, José e Marly, do marido Jorge Murad, da neta Fernanda, de dois anos, de outros familiares, amigos e assessores políticos mais próximos.Um discreto esquema de segurança de seis homens acompanhou a governadora durante toda noite deste domingo e a madrugada desta segunda. Roseana estará nesta terça-feira à noite na casa de sua avó Vera para assistir ao último dia de desfile de bandas e blocos de carnaval de São Luís.Sarney tenta atrair o PMDBEla deve viajar ao Rio de Janeiro na próxima sexta-feira, onde acompanhará o desfile das campeãs do carnaval carioca no sábado. No início da semana que vem ela se reunirá com dirigentes do BNDES e da Petrobras para tratar de assuntos administrativos do governo maranhense e conversará com o prefeito César Maia e outras lideranças do PFL.Roseana pode incluir em sua agenda a participação em alguns programas de televisão de emissoras do Rio e de São Paulo. Na última quinta-feira, Roseana se reuniu com as principais lideranças políticas que a apóiam no Maranhão para tratar de sua campanha presidencial. Ficou acertado que seu pai, o ex-presidente José Sarney, atuará como consultor político da campanha, além de tentar atrair o maior número de lideranças do PMDB.Acordos e aliançasAlém de Sarney, participaram da reunião os senadores Edison Lobão (PFL), João Alberto de Sousa (PMDB), o vice-governador do Maranhão José Reinaldo Tavares (PFL) e o presidente da Assembléia Legislativa local, Manoel Ribeiro (PSD). Lobão e Souza vão atuar juntos a seus partidos no Congresso para atrair apoios a Roseana, e Ribeiro vai manter contatos com presidentes de Assembléias de todos os Estados, além de tentar fechar um acordo com a direção nacional do PSD através do deputado Nabi Abi Chedid, de São Paulo.PrevisõesSegundo um dos participantes da reunião, a avaliação do ex-presidente Sarney é de que o candidato do PSDB, José Serra, nas próximas pesquisas de opinião chegue o um máximo de 14% a 16% de intenção de votos, e Roseana deverá crescer mais alguns pontos.Se essa previsão se confirmar, Sarney acha que, até abril, a maioria das lideranças políticas e diretórios estaduais do PMDB vai passar a apoiar a candidatura de sua filha à sucessão de Fernando Henrique Cardoso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.