Roseana contesta lei que prevê piso salarial

A governadora do Maranhão, Roseana Sarney (PMDB), contestou no Supremo Tribunal Federal lei que estabelece piso fixado em seis salários mínimos para engenheiros, químicos, arquitetos, agrônomos e veterinários. Ela alega que a Justiça do Trabalho aplica o salário para empregados da administração do Estado, o que implica reajustes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.