Arquivo/AE
Arquivo/AE

Roseana chega a hospital e diz estar confiante com cirurgia

Governadora do Maranhão será operada nesta quarta-feira para a retirada de um aneurisma do cérebro

Carolina Freitas, da Agência Estado,

02 de junho de 2009 | 13h17

A governadora do Maranhão, Roseana Sarney (PMDB), chegou às 12h30 desta terça-feira, 2, ao Hospital Israelita Albert Einstein, no Morumbi, zona sul de São Paulo, onde passará por uma cirurgia na qual vai retirar um aneurisma do cérebro. Roseana aparentava nervosismo, mas disse estar confiante.

 

A operação foi antecipada em um dia e será feita nesta quarta pela equipe do médico Evandro de Oliveira. A governadora passará o dia fazendo exames e, após o procedimento cirúrgico, deve ficar internada por sete dias.

 

Roseana contou que os últimos exames apontaram a necessidade urgente da operação. "Não tenho sintomas, mas tem de fazer", disse. "O aneurisma está de um tamanho que já não dá mais para esperar." Ela chegou vestindo um terninho azul-marinho e sapatos marrons, estava sem maquiagem e com aparência abatida. Roseana tirou os óculos escuros ao entrar no hospital, expondo as olheiras.

 

Essa é a 21ª cirurgia a que a governadora se submete e é a que causa maior apreensão a ela. "Já fiz muitas cirurgias muito delicadas, mas, quando você fala em cabeça, sente um pouco mais de apreensão. A cabeça é o que comanda tudo", disse.

 

O presidente do Senado Federal, José Sarney (PMDB-AP), chegou nesta tarde ao hospital para acompanhar a internação da filha. Ao chegar, Sarney disse estar cumprindo "o dever de pai" e afirmou que ficará em São Paulo até Roseana receber alta hospitalar, o que está previsto para ocorrer sete dias após a operação.

 

O senador evitou comentar o desenrolar da CPI da Petrobras no Congresso Nacional: "Nem tenho cabeça para isso. Nesses dias, tenho estado por conta da Roseana." Diante da insistência dos repórteres, ele pediu compreensão: "Vocês hão de compreender que nós todos estamos com preocupação (com relação à filha)."

 

Posse

 

Roseana, que tomou posse há pouco mais de um mês, depois da cassação do ex-governador Jackson Lago (PDT) por abuso de poder, disse não estar ansiosa para retomar o trabalho. "Quando eu me desliguei do governo, me desliguei de tudo. Agora, a prioridade é a minha saúde. Estando bem, eu volto." Roseana disse que sua maior motivação para voltar ao Maranhão é rever os netos. Com a ausência da governadora, o vice-governador João Alberto de Souza (PMDB) assumiu o Estado.

Tudo o que sabemos sobre:
Roseana SarneySaúdeMaranhão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.