Dida Sampaio|Estadão
Dida Sampaio|Estadão

Rosa Weber é escolhida para vaga de ministra do TSE

Ministro Dias Toffoli deixou a cadeira no Tribunal Superior Eleitoral na semana passada

Isadora Peron e Gustavo Aguiar, O Estado de S.Paulo

18 de maio de 2016 | 16h04

BRASÍLIA - A ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Rosa Weber foi eleita nesta quarta-feira, 18, como integrante titular do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Ela já fazia parte do órgão, como ministra substituta.

Entre os desafios da Corte este ano está a realização das eleições municipais em outubro, além do julgamento das ações que pedem a cassação da chapa da presidente afastada Dilma Rousseff e o presidente interino Michel Temer.

Rosa Weber vai ocupar a vaga aberta com a saída do ministro Dias Toffoli, que deixou a presidência e a cadeira do tribunal eleitoral na semana passada.

O TSE é formado por, no mínimo, sete ministros, três deles vindos do STF, dois do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e dois advogados nomeados pelo presidente da República. Os mandatos têm duração de dois anos, com a possibilidade de serem renovados por mais dois.

Na semana passada, os ministros do Supremo Gilmar Mendes e Luiz Fux tomaram posse como presidente e vice da Corte eleitoral, respectivamente.

Para a vaga de ministro substituto no TSE, o plenário do Supremo elegeu Edson Fachin nesta quarta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.