Roriz retorna à cena política do DF em inauguração

Menos de dois anos depois de renunciar ao mandato de senador para evitar a cassação, Joaquim Roriz, de 72 anos, retornou ontem à cena política da capital com a inauguração de um comitê de campanha disfarçado de escritório político. Com o slogan ?As Andorinhas Voltaram e Roriz Voltou?, ele ensaia disputar um quinto mandato de governador do Distrito Federal. O evento, visto como uma estratégia de ?pai Roriz?, como foi chamado pelo público, de marcar posição no jogo eleitoral de 2010, contou com a presença de antigos parceiros de governo e de cerca de mil simpatizantes fanáticos.

AE, Agencia Estado

03 de abril de 2009 | 08h22

Num discurso entrecortado por choros, Roriz elogiou o presidente Lula, o senador José Sarney (PMDB-AP) e o atual governador José Roberto Arruda (DEM) e citou o criador de personagens como Pateta e o rato Mickey. ?Nós podemos tornar nosso sonho realidade, como disse o Walt Disney?, afirmou, sob aplausos dos simpatizantes que usavam fita azul na cabeça - cor que nos anos 1990 era símbolo de apoio a Roriz e de repúdio ao vermelho do PT.

Ele lembrou ter deixado o governo de Brasília em abril de 2006 para concorrer ao Senado. ?Imaginem um homem público que só pensa em fazer o bem ficar três anos sem abraçar o povo?, disse. ?Três anos de solidão e angústia no coração?, completou. ?Quantas noites mal dormidas?, chegou a gritar. Depois, vieram os elogios a Lula. ?Reconheço a humildade e o trabalho do presidente Lula?, disse. Roriz fez questão de agradecer a Sarney, que, na época em que era presidente, foi quem o nomeou pela primeira vez para governar a capital. ?A política é a minha vida.? As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
RorizretornoDF

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.