Roriz é denunciado por não cumprir lei fiscal

O Ministério Público Federal entrou hoje no Superior Tribunal de Justiça (STJ), com mais uma denúncia criminal contra o governador do Distrito Federal, Joaquim Roriz (PMDB). Desta vez, ele é acusado de não cumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal na área da saúde, já que determinou a compra de medicamentos sem que tenha feito o empenho. Além disso, o Ministério Público alega que o governador cancelou o pagamento de empenhos n o valor de R$ 284 milhões, contrariando uma recomendação do Tribunal de Contas do Distrito Federal. Esta é a terceira ação que Roriz sofre nos últimos seis meses. Esta semana, o procurador-geral da república, Geraldo Brindeiro, emitiu parecer recomendando ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a cassação do governador e de sua vice-governadora, Maria de Lourdes Abadia (PSDB), sob acusação de peculato. O segundo processo movido contra Roriz é referente à grilagem de ter ras. No terceiro,ele é também acusado de ter feito empenhos na área de Saúde sem ter lastro financeiro para efetuar os pagamentos. Para procuradores que trabalham nesta investigação, a justificativa de situação emergencial, que provavelmente o governador deverá alegar para justificar as compras, não se aplicam nestes casos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.