Roriz é condenado por improbidade administrativa

O ex-governador do Distrito Federal Joaquim Roriz foi condenado por improbidade administrativa nesta quarta-feira,12. A decisão é da 8ª Vara da Fazenda Pública do DF, que também condenou a ex-governadora Maria de Lourdes Abadia.

JULIA BAPTISTA, Agência Estado

13 Maio 2010 | 00h09

Os dois terão de devolver aos cofres públicos despesas com tripulação, combustível e manutenção do helicóptero oficial prefixo PP - JDR, usado indevidamente para fins particulares.

Depois de ser apurado o valor a ser ressarcido aos cofres públicos, os réus terão de pagar, também, multa civil correspondente a 2 vezes o valor do dano. Ainda cabe recurso da decisão.

De acordo com a denúncia do Ministério Público, nos dias 17,18,20,22,30 e 31 de maio de 2006, Joaquim Roriz, após deixar o cargo de governador do DF para se candidatar a senador, em 31 de março de 2006, continuou a utilizar, com a colaboração efetiva de sua sucessora Maria de Lourdes Abadia, helicóptero de propriedade pública distrital, para fins meramente eleitorais.

Joaquim Roriz confirmou a denúncia, mas alegou que utilizou o transporte público a convite da então governadora, que "buscava colher todas as informações para se situar bem nas funções que lhe cumpria desempenhar".

Já Maria Abadia alegou que se desviou do itinerário oficial para oferecer transporte a Joaquim Roriz, buscando-o em sua residência no Park Way e em sua fazenda em Luziânia, em Goiás, porque necessitava de informações sobre as obras então inauguradas.

Mais conteúdo sobre:
Roriz condenação

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.