Rompimento entre PMDB e governo começa a se delinear

O presidente nacional do PMDB, senador Maguito Vilela (GO), iniciou hoje, com o senador Pedro Simon (PMDB-RS), uma série de conversas um busca daunidade partidária para a convenção nacional de setembro que escolherá o novo comando peemedebista. Maguito quer reunir na mesma chapa o governador Itamar Franco,de Minas, como candidato à presidência do partido, e Pedro Simon, como vice-presidente. Para acertar essa dobradinha, Maguito espera um entendimento com Simon, já que o ex -deputado Paes de Andrade aceita abrir mão da vice-presidência do PMDB em favor de senador gaúcho. "Como condutores do PMDB, Itamar e Simon ficariam mais à vontade para fazer as alianças eleitorais de 2002 e montar um programade governo do partido, uma vez que são pré-candidatos à sucessão presidencial", disse Maguito.Na sua avaliação, o futuro presidente do PMDB deverá reunir todas as tendências partidárias e, principalmente, ser defensor do rompimento com o governo e da devolução dos cargos federais que hoje estão nas mãos do partido. Além de partidários do setor que desejam o afastamento do PMDB do governo Fernando Henrique e o lançamento de candidatura própria na corrida presidencial, liderados por Itamar Franco,Maguito quer conversar também com integrantes da ala governista. Entre eles, os líderes Renan Calheir os (AL) e Geddel Vieira Lima (BA). Calheiros tem se manifestadofavorável à devolução dos cargos e a manutenção de uma linha de independência em relação ao governo. Como já se encontra em Brasília, Itamar Franco estará acompanhando todas as articulações, além dos encontros formais que terá com Pedro Simon, previsto para amanhã, e com o próprio Maguito Vilela.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.