Romeu Tuma usa verba indenizatória para ir a festa de peão

Senador paulista justificou que sua participação na Festa do Peão Boiadeiro teve 'caráter político'

Carol Pires, da Agência Estado,

18 de janeiro de 2010 | 17h57

Personagem assíduo na Festa do Peão de Boiadeiro de Barretos, em São Paulo, o corregedor do Senado, senador Romeu Tuma (PTB-SP), usou R$ 14.127,00 da verba indenizatória para pagar três diárias no Barretos Country Hotel, durante a última edição do evento, em agosto último. A nota fiscal comprovando a hospedagem está publicada no site da Transparência do Senado. Somente naquele mês, Tuma foi ressarcido em $ 20.945,70 com gastos de locomoção, hospedagem, alimentação e combustível. A verba indenizatória é um ressarcimento no valor mensal de R$ 15 mil aos senadores para gastos com divulgação da atividade parlamentar. Este valor, no entanto, pode ser acumulado ao longo do ano vigente.

 

Tuma deve concorrer à reeleição ao Senado nas eleições de agosto. Em entrevista ao site 'Congresso em Foco', que revelou o uso da verba indenizatória, Romeu Tuma alegou que a participação na Festa do Peão Boiadeiro teve caráter político, e não turístico. "Sou uma espécie de padrinho da festa. Não fui por lazer. Foi uma atividade política. Tenho muita ligação com a cidade e a festa. Vou muito ao Hospital do Câncer de lá", disse o senador ao site. Procurado pelo Estado, Tuma não respondeu. A assessoria de imprensa do senador informou que ele estava incomunicável porque cumpria compromissos de pré-campanha pela Grande São Paulo.

 

No site, o Barretos Country Hotel é descrito como o primeiro resort country do Brasil e é aclamado pela união de conformo e rusticidade. "Valorizando as raízes, costumes, histórias e cultura de Barretos e região, oferece uma estrutura diferenciada, tematizada, lembrando os tempos da fazenda, aliado a cultura do rodeio e dos antigos filmes western", ressalta o texto de apresentação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.