Romero Jucá pede convocação de Dilma Rousseff à CCJ

Senador disse que o objetivo dos governistas na CCJ é de votar ainda hoje os dois requerimentos e rejeitá-los

Rosa Costa, de O Estado de S.Paulo

19 de agosto de 2009 | 13h06

O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), encaminhou dois requerimentos à Mesa da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ): um de convite e um de convocação da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, para que preste depoimento sobre as polêmicas envolvendo a Secretaria da Receita Federal e a Petrobrás e também sobre a crise em torno do presidente da Casa, José Sarney (PMDB-AP).

 

Jucá esclareceu que o objetivo dos governistas na CCJ é o de votar ainda hoje os dois requerimentos e rejeitá-los, de modo a impedir que outras propostas de convite ou convocação da ministra possam ser novamente apresentadas pelos oposicionistas.

 

"Não vamos ficar aqui nessa história de gato e rato", afirmou Romero Jucá, há pouco, ao informar sobre a apresentação de seus dois requerimentos.

 

Para rejeitar os dois requerimentos, os aliados ao governo contam com o fato de disporem de maioria na CCJ. Ontem (18), a ex-secretária da Receita Federal Lina Vieira prestou depoimento na CCJ, atendendo a um convite aprovado pelos oposicionistas em uma sessão à qual só estava presente um senador governista.

Tudo o que sabemos sobre:
Romero JucáCCJDilma Rousseff

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.