Leonardo Benassato/ Reuters
Leonardo Benassato/ Reuters

Rojões são disparados por todo o Brasil após prisão de Lula

Ex-presidente saiu do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC em São Bernardo do Campo para iniciar o cumprimento da pena de 12 anos e um mês de reclusão

O Estado de S.Paulo

07 Abril 2018 | 19h17

Estouro de rojões são ouvidos em diversos Estados do Brasil após o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado e preso pela Lava Jato, sair do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo, e se entregar para à Polícia Federal para iniciar o cumprimento da pena de 12 anos e um mês de reclusão, por volta de 18h42 deste sábado, 7. 

+++Manifestantes anti-Lula seguram bandeira do Brasil na frente do comboio da PF

Segundo apuração do Estado e relatos de usuários de redes sociais,  a manifestações à favor da prisão do ex-presidente ocorrem em São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Rio Grande do Sul e Curitiba. 

Como informa a Coluna do Estadão, quando Lula se entregou à Polícia Federal, houve fogos e buzinaços em diversos pontos de Brasília. Em Águas Claras, cidade do Distrito Federal, pessoas acenderam e apagaram as luzes em comemoração.

+ AO VIVO: Confira as últimas informações sobre a prisão de Lula

São Paulo. Na capital paulista foram ouvidos disparos de fogos de artifício nos bairros Cambuci, Vila Romana, Perdizes, Santa Cecília, Alta da Lapa, Vila Madalena e Pacaembu. Também fora disparados rojões em cidades da Região Metropolitana de São Paulo, como Santa André e São Bernardo do Campo.

Quando o helicóptero com o ex-presidente pousou no aeroporto de Congonhas, por volta das 20h20, também foi ouvido muitos fogos na região. Lula será levado do aeroporto para Curitiba, base da Lava Jato, para cumprir a pena de 12 anos e um mês de reclusão no processo do triplex do Guarujá.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.