WERTHER SANTANA/ESTAD?O
WERTHER SANTANA/ESTAD?O

Rodrigo Maia defende adoção do sistema distrital misto em 2022

No Fórum Estadão, o presidente da Câmara defendeu ainda o modelo de lista pré-ordenada

Igor Gadelha, Altamiro Silva Junior e Francisco Carlos de Assis, O Estado de S.Paulo

21 Agosto 2017 | 13h22

O presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) fez discurso no Fórum Estadão nesta segunda-feira, 21, destacando a dificuldade de se desenvolver o tema sobre financiamento de campanha no Congresso. Segundo ele, o texto aprovado sobre o financiamento vai na linha do distrital misto.

"Pedi ao relator que deixasse o distrital misto para 2022", disse o presidente da Câmara. O parlamentar ressaltou que voto distrital permite que o Congresso tenha relação mais próxima com a sociedade. "Pode ser uma grande vitória termos em 2022 um sistema distrital misto."

O distritão, se fosse para sempre, precisaria de cláusula de desempenho de 5%, disse ele, fazendo a defesa do voto distrital misto.

"Distritão não é o sistema que preserva mais votação dos atuais que o majoritário", observou o presidente da Câmara.

O sistema político atual no Brasil está falido, afirmou o parlamentar. Maia ressaltou que felizmente as instituições no Brasil funcionam. " Não é como na Venezuela", afirmou ele.

Rodrigo Maia afirmou que defende que a lista pré-ordenada seria uma possibilidade para se financiar campanhas no Brasil. Quando se monta uma chapa para disputar uma campanha no país hoje, disse Maia, não há nenhuma fidelidade.

 

Mais conteúdo sobre:
Reforma PolíticaRodrigo Maia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.