WERTHER SANTANA/ESTAD?O
WERTHER SANTANA/ESTAD?O

Rodrigo Maia defende adoção do sistema distrital misto em 2022

No Fórum Estadão, o presidente da Câmara defendeu ainda o modelo de lista pré-ordenada

Igor Gadelha, Altamiro Silva Junior e Francisco Carlos de Assis, O Estado de S.Paulo

21 de agosto de 2017 | 13h22

O presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) fez discurso no Fórum Estadão nesta segunda-feira, 21, destacando a dificuldade de se desenvolver o tema sobre financiamento de campanha no Congresso. Segundo ele, o texto aprovado sobre o financiamento vai na linha do distrital misto.

"Pedi ao relator que deixasse o distrital misto para 2022", disse o presidente da Câmara. O parlamentar ressaltou que voto distrital permite que o Congresso tenha relação mais próxima com a sociedade. "Pode ser uma grande vitória termos em 2022 um sistema distrital misto."

O distritão, se fosse para sempre, precisaria de cláusula de desempenho de 5%, disse ele, fazendo a defesa do voto distrital misto.

"Distritão não é o sistema que preserva mais votação dos atuais que o majoritário", observou o presidente da Câmara.

O sistema político atual no Brasil está falido, afirmou o parlamentar. Maia ressaltou que felizmente as instituições no Brasil funcionam. " Não é como na Venezuela", afirmou ele.

Rodrigo Maia afirmou que defende que a lista pré-ordenada seria uma possibilidade para se financiar campanhas no Brasil. Quando se monta uma chapa para disputar uma campanha no país hoje, disse Maia, não há nenhuma fidelidade.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Reforma PolíticaRodrigo Maia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.