Rocha Mattos reclama de transferência para Brasília

O juiz aposentado João Carlos da Rocha Mattos, quedesembarcou no aeroporto da capital federal pouco antes da meia-noite acompanhado por agentes da Polícia Federal, afirmou que estava sendotransferido de São Paulo para Brasília "sem base legal" e que seus direitos estavam sendo "violados". As declarações de Rocha Mattos foram feitas ainda a bordo. Em São Paulo, ele foi o último passageiro a entrar no avião. Chegou em umcarro da Polícia Federal e embarcou pela porta de trás, sentando-se na última poltrona. Em Brasília, ele desembarcou também pela porta detrás. Havia no aeroporto três veículos da PF aguardando Rocha Mattos. Ele próprio afirmou que sua transferência havia sido solicitada pelo Ministério Público. "Não sei para onde estou indo, parece que é para a Superintendência da Polícia Federal em Brasília", disse. O juiz aposentado comparou sua transferência a uma "segunda prisão, semjustificativa legal". "Sou um juiz que não tenho meus direitos respeitados. Eu não sabia que ia ser transferido", afirmou Rocha Mattos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.