Roberto Campos tem pequena melhora

O ex-ministro e ex-senador Roberto Campos teve hoje uma pequena melhora no quadro clínico, mas os médicos consideram que o estado do economista - internado na clínica São José, no Rio - ainda é grave. "Houve uma tênue melhora nos sinais vitais do ex-ministro e o princípio de pneumonia que ele havia apresentado continua regredindo", informou o assessor do ex-ministro, Olavo Luz.Campos foi internado na noite de sábado, com fecaloma (retenção de fezes) e, depois, contraiu uma pneumonia. "O fecaloma já está sob controle, mas Roberto Campos continua na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) para monitoramento de outros problemas, principalmente de deficiência respiratória", afirmou Luz. O assessor observou que o ex-ministro respira, em alguns momentos, com aparelhos e, em outros, sem o auxílio de equipamento.Campos, de 84 anos, sofreu uma isquemia cerebral em fevereiro de 2000, que lhe limitou a capacidade de fala e o impediu de escrever. Segundo Luz, até sofrer a isquemia, o ex-ministro do Planejamento revisava o livro de memórias "Lanterna na Popa", lançado em 1994. "O ministro queria incluir no seu livro os acontecimentos brasileiros de 1994 até 2000", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.