Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

RJ tem 129 mil casos registrados de dengue em 2002

A dengue já atingiu 129.920 pessoas desde o início do ano no Rio, segundo o balanço da Secretaria de Saúde do Estado. Até agora, 47 pessoas morreram em conseqüência da doença, cinco a mais do que o total de vítimas fatais registrado no último levantamento, divulgado na quarta-feira da semana passada.O balanço estadual revela, no entanto, um movimento de queda da epidemia que já havia sido anunciado pelas autoridades de saúde. No mês de março, foram notificados apenas 30.876 casos de dengue, menos do que os 41.829 de janeiro e os 57.215 de fevereiro. O número de mortes também caiu. Em janeiro, foram 16 vítimas fatais, subindo para 25 no mês seguinte e caindo para 6 neste mês.O levantamento da secretaria confirma que, além do fato de que essa epidemia de 2002 ter sido a maior já registrada no Rio, ela é também a que notificou mais casos graves da doença, os chamados hemorrágicos. Até ontem, foram contabilizados 1.271 casos. Uma prova de que, como já mostraram os pesquisadores, o vírus 3 - o mais novo a circular pelo Rio e pelo Brasil - é mais perigoso do que os outros (1 e 2), também responsáveis por surtos no País.Outra informação contida no documento é que a cidade do Rio foi realmente o município mais afetado pela doença. Dos 129.920, 61.211 ocorreram na capital. A cidade também teve o maior número de óbitos, 29 das 47.Depois do Rio, os municípios mais afetados são vizinhos do Rio - as cidades da Baixada Duque de Caxias e Nova Iguaçu (com quatro e duas mortes, respectivamente), Niterói e São Gonçalo, também vizinhos da capital, que tiveram duas mortes cada. As outras mortes ocorreram em Belford Roxo (1), Itaboraí (1), Angra dos Reis (1), Araruama (1), Barra Mansa (1), Volta Redonda (1), Italva (1) e Resende (1).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.