RJ: PT tentar encontrar candidato de consenso

A luta interna no PT fluminense pode estar com os seus dias contados. Com o apoio da direção nacional do partido, os deputados Jorge Bittar, da moderada Articulação nacional, e Milton Temer, do Refazendo, grupo mais à esquerda, estão defendendo o nome do deputado estadual Chico Alencar como o candidato de consenso do PT para a disputa ao governo do Estado em 2002. A idéia é evitar a realização das prévias, marcadas para abril do ano que vem, que podem rachar de novo o partido. Temer acredita que o lançamento de um nome único para disputar o governo em 2002 deve acontecer até abril deste ano, antes das eleições para a presidência dos diretórios regional e municipal, agendadas para o segundo semestre. "Escolhendo um nome de consenso para governador, o resto poderá ser decidido em um grande acordão", acredita Temer. A estratégia é de que, com o apoio de Bittar e de Temer, de tendências opostas, Alencar consiga trazer para o seu lado as duas outras grandes correntes do PT fluminense, lideradas pelo presidente regional do PT, deputado Carlos Santana, e pela vice-governadora Benedita da Silva. Ambos têm Bittar como preferência, mas apenas Santana demonstra maior resistência ao nome de Alencar, embora não admita abertamente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.