Rivais criticam Serra por uso de helicóptero

Tucano é o único candidato a usar aeronave para se locomover durante a campanha; petista diz que é preciso ter "pés no chão" para conhecer a cidade

Bruno Lupion e Ricardo Chapola, de O Estado de S.Paulo

17 de agosto de 2012 | 03h05

Os candidatos à Prefeitura de São Paulo Fernando Haddad (PT) e Celso Russomanno (PRB) criticaram nessa quinta-feira, 16, o adversário tucano, José Serra, por usar um helicóptero para ir aos seus compromissos de campanha. O tucano também havia avaliado que o trânsito na cidade "não piorou, mas também não melhorou".

"Quanto mais um prefeito tiver os pés no chão, mais ele vai sentir os dramas que a população está vivendo", afirmou Haddad, durante caminhada na região de Pinheiros, zona oeste da capital. O petista disse ainda que não usará helicópteros no seu dia a dia, caso seja eleito, a não ser para sobrevoos técnicos para conhecer obras da Prefeitura.

Já Russomanno afirmou que conhece os problemas do trânsito na capital porque "só anda de carro". "Se eu não andar com o carro, não vou ver os buracos que a cidade tem, eu não vejo as deficiências que a cidade tem", afirmou nessa quinta o ex-deputado, numa feira livre em Perdizes, zona oeste da cidade - quando deputado federal, Russomanno chegou a usar o helicóptero do dono da empresa Dolly, de quem veio a se tornar sócio depois.

Dos 12 candidatos à Prefeitura, Serra é o único que usa helicóptero para se locomover durante a campanha. O PSDB contratou a empresa Helimarte. A coordenação da campanha de Serra minimizou o uso da aeronave.

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2012josé serra

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.