Rio e União polemizam sobre destino de Beira-Mar

Durante uma conferência sobre violência policial nesta segunda-feira no Rio, os responsáveis pela área da segurança do Rio e do governo federal divergiram sobre o destino de Fernandinho Beira-Mar e a necessidade de transferir o traficante para outro Estado.Rio diz que Beira-Mar é federal...A coordenadora de Segurança do Rio, Jaqueline Muniz, afirmou que o Estado está aguardando determinação do governo federal para saber o destino de Beira-Mar. Segundo ela, Beira-Mar é um preso federal porque está envolvido em tráfico internacional de drogas e armas e já foi preso na Colômbia. "Estamos esperando a decisão do governo federal para saber para onde Beira-Mar será transferido", afirmou Jaqueline.Governo diz que Beira-Mar é do Rio...Mas o secretário nacional de Segurança Pública, que participou da conferência e dividiu a mesa com a governadora Benedita da Silva, discordou. José Vicente da Silva Filho disse não considerar Beira-Mar um preso federal, já que a grande maioria dos crimes do traficante foi praticada no Rio."O governo federal não tem presídios e repassa recursos aos Estados justamente para que eles tomem conta de seus presos. Então, é o Rio que deve decidir", declarou.Segundo ele, a única coisa que o governo federal poderá fazer será ajudar na mediação entre o governo fluminense e outros Estados. "É o Rio que tem que procurar outro Estado que aceite o Beira-Mar. O papel do governo federal é liberar recursos e ajudar na reconstrução de Bangu 1."Benedita não comenta...A governadora do Rio, Benedita da Silva, não comentou a transferência de Beira-Mar. Mas disse que o governo está reagindo e que tem a estratégia correta para combater a criminalidade dentro e fora das prisões.Sobre as críticas feitas pelo secretário de Justiça, Paulo Saboya, que condenou a demissão do diretor do Desipe Edson de Oliveira Rocha Junior e disse que a decisão da governadora foi equivocada, Benedita afirmou que respeita a opinião de Saboya, mas que a decisão de demitir Rocha Junior foi tomada por quem tem competência de fazê-lo, no caso a própria governadora e sua equipe.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.