Rio Claro organiza memorial para Ulysses

Aos 15 anos de sua morte, completados ontem, cidade natal programa homenagem

Moacir Assunção, O Estadao de S.Paulo

13 de outubro de 2007 | 00h00

Aos 15 anos da morte de Ulysses Guimarães, completados ontem, a cidade paulista de Rio Claro, programou homenagem para um de seus filhos mais ilustres. A cidade, onde Ulysses nasceu e viveu até os 15 anos, começa a organizar um acervo com fotos, livros, cartas e outros objetos de sua propriedade que formarão um grande memorial do peemedebista histórico, um dos principais líderes na luta pelas eleições diretas para a Presidência, que morreu em um acidente aéreo em 12 de outubro de 1992, no litoral do Rio.Em oito meses, o material, sob a responsabilidade do Arquivo Municipal da Prefeitura de Rio Claro, estará à disposição dos interessados. Segundo a superintendente do arquivo, Ivani Bianchini Hofling, o acervo foi obtido da Associação de Amigos de Ulysses Guimarães e de seus gabinetes de Brasília e São Paulo. A restauradora Norma Cassares vai iniciar na próxima semana a catalogação dos objetos, guardados em 30 caixas, que serão integralmente restaurados.CATÁLOGOOs próximos passos serão a documentação fotográfica do arquivo, a higienização do material para evitar danos , o acondicionamento em caixas adequadas e a elaboração de um catálogo."Temos, por exemplo, fotos dele em 1942, ainda como um adolescente, mas já com postura de líder, mais de 3 mil cartas para inúmeras personalidades brasileiras e estrangeiras, livros marcados pelo próprio Ulysses, jornais e documentos sobre a ditadura militar", explica Ivani. Além de resgatar a história política e pessoal de Ulysses, o acervo, na opinião da superintendente, vai ajudar a contar um pouco do período do regime militar, do qual Ulysses foi um dos adversários mais combativos. Ela própria, que foi vereadora em Rio Claro, chegou a conviver com o político. "Ele faz muita falta no Congresso de hoje, onde há pessoas como Renan Calheiros (PMDB-AL) e tantos outros", afirmou.LEMBRANÇAA lembrança de Ulysses, de acordo com Ivani, ainda é muito forte na cidade. "Ele era um homem sensível e educado, mas extremamente corajoso. Nunca conheci outro parlamentar com estas caracaterísticas." Ulysses nasceu em Rio Claro em 6 de outubro de 1916. Foi eleito deputado federal em 11 mandatos consecutivos e considerado um dos principais líderes pela redemocratização brasileira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.