Rigotto diz que fica até o fim do mandato

O governador do Rio Grande do Sul, Germano Rigotto (PMDB), reafirmou nesta quinta-feira que vai cumprir seu mandato até o final. A confirmação acaba com especulações feitas dentro do PMDB gaúcho de que Rigotto renunciaria para disputar a candidatura à Presidência da República na convenção nacional do partido, em junho. Rigotto deu a entender que também não vai concorrer a um novo mandato de governador, mas não chegou a afastar categoricamente a possibilidade, preferindo falar genericamente em passar a atuar nos bastidores do partido a partir de 2007. Dos 19 secretários de Estado do Rio Grande do Sul, 16 saíram para disputar eleições proporcionais em outubro. Na nova composição, o PMDB fica com 14 pastas, o PTB com quatro e o PDT com uma. O PSDB, que tinha quatro secretarias, e o PP, que tinha duas, deixaram o governo porque terão candidatos à sucessão de Rigotto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.