Richa quer apoio do governo para reduzir tarifa do transporte

O prefeito eleito de Curitiba, Beto Richa (PSDB), pretende retomar, junto com outros prefeitos eleitos, principalmente o de São Paulo, José Serra, e de Florianópolis, Dario Berger, que são de seu partido, a mobilização para convencer o governo federal a tomar algumas atitudes que possam ajudar no barateamento da tarifa do transporte coletivo. Os pedidos são a desoneração de tributos que incidem sobre o transporte e um subsídio para o óleo diesel. "Podemos retomar para tentar sensibilizar o presidente da República a atender a população mais carente", disse.A questão do transporte coletivo é uma de suas principais preocupações. "Queremos uma tarifa mais justa", declarou Richa, em entrevista coletiva. Da parte da administração municipal, ele está estudando a possibilidade de reverter os 2% do Imposto Sobre Serviços (ISS) para o Fundo de Urbanização de Curitiba, o que poderia beneficiar o sistema. Ele também pretende rever o índice da taxa de gerenciamento operacional, que é de 4%. A expectativa é que esse assunto seja discutido já na próxima semana, com uma equipe de transição, que será coordenada pelo vice-prefeito eleito, Luciano Ducci.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.