Ribeirão Preto aposta em cooperativas de trabalho

A prefeitura de Ribeirão Preto planeja criar cooperativas de trabalho para gerar empregos e fonte de renda às famílias que estão em situação de exclusão social. Um convênio deverá ser firmado nos próximos dias com a regional do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de São Paulo (Sebrae-SP), com o Instituto Integrar, de São Paulo, e com a Incubadora Regional de Cooperativas Populares, da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)."Nosso objetivo é trabalhar com pequenos núcleos coletivos e garantir o sucesso das ações comunitárias", diz o secretário da Casa Civil, Juscelino Dourado. Neste mês ele vai mapear as cooperativas já existentes.As que encontram dificuldades terão apoio técnico para atingir suas metas. "Uma cooperativa de costureiras da região norte da cidade nos procurou e, agora, facilitaremos a aproximação dela com a área técnica", comentou Dourado.A primeira cooperativa que deverá ter incentivo é a de cerca de 150 pessoas que trabalhavam no aterro sanitário, catando lixo. Este grupo está trabalhando na Usina de Reciclagem de Lixo da prefeitura, ganhando um salário e cesta báscia, mas o objetivo da prefeitura é que seja formada uma cooperativa autogestora nesse segmento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.