Reunião do PT entra no segundo dia com Lula buscando consenso

Na quinta, não houve consenso sobre a forma de escolha dos delegados e o formato de eleição da direção executiva, o que deve ser discutido hoje

Daniel Weterman, O Estado de S. Paulo

11 de novembro de 2016 | 11h31

Começou na manhã desta sexta-feira, 11, o segundo dia da reunião do Diretório Nacional do PT, que está sendo realizada em um hotel na capital paulista. O presidente nacional da legenda, Rui Falcão, chegou acompanhado dos deputados federais Enio Verri (PT-PR) e José Guimarães (PT-CE).

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva também chegou para o encontro. A missão dele é integrar as forças do partido para definir uma forma de eleição de delegados para o Congresso Nacional do PT, que vai eleger a nova direção petista. Nesta quinta, não houve consenso sobre a forma de escolha dos delegados e o formato de eleição da executiva.

Concordando com a eleição indireta através de delegados escolhidos nos municípios, os grupos se dividem entre a indicação dos delegados diretamente pelos diretórios municipais e a eleição via congressos municipais e estaduais.

Rui Falcão vai dar uma entrevista coletiva após o término do encontro, previsto para as 16h. Na chegada, ele não quis comentar a reportagem da revista IstoÉ, que revela que o ex-presidente petista teria recebido dinheiro em espécie da empreiteira Odebrecht, segundo delação premiada do ex-presidente da empresa Marcelo Odebrecht, negociada no âmbito da Operação Lava Jato.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.