Geraldo Magela/Agência Senado
Geraldo Magela/Agência Senado

Tucanos se reúnem em SP para decidir sobre desembarque do governo

Encontro ocorre no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulistano; estão presentes FHC, Alckmin, Aécio, Doria e outros caciques do partido

André Ítalo Rocha e Marcelo Osakabe, O Estado de S.Paulo

10 Julho 2017 | 21h30

A reunião do PSDB para discutir o futuro do partido no governo federal começou por volta das 19h30, no Palácio dos Bandeirantes, e conta com a presença de 16 tucanos, entre eles o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, o senador Aécio Neves (MG), o presidente interino do partido, senador Tasso Jereissati (CE), o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o prefeito de São Paulo, João Doria, e o senador José Serra (SP).

Também participam do encontro o governador do Paraná, Beto Richa, o governador de Goiás, Marconi Perillo, o governador do Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, o governador do Mato Grosso, Pedro Taques, o senador Paulo Bauer (SC), o deputado Cássio Cunha Lima (PB), o deputado Ricardo Tripoli (SP), o deputado Sílvio Torres (SP), o presidente do instituto Teotônio Vilela, José Aníbal, e o secretário da Casa Civil do governo de São Paulo, Samuel Moreira.

O senador Aécio Neves, presidente licenciado do PSDB, decidiu nesta segunda-feira participar da reunião de emergência convocada pelo governador Geraldo Alckmin, que acontecerá nesta segunda-feira, 10, em São Paulo para discutir com dirigentes tucanos a relação do partido com o governo Michel Temer (PMDB).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.