Reunião de líderes discute MP do setor elétrico

O ministro-chefe da Secretaria Geral da Presidência da República, Euclides Scalco, vai reunir-se às 11h com os líderes governistas para discutir o mérito da medida provisória do setor elétrico. "Queremos contar com o voto do PFL para votar esta matéria. Não podemos perder a semana", afirmou o líder do PSDB na Câmara, Jutahy Júnior (BA), que ontem à noite reuniu-se com Scalco e com o líder do governo na Câmara, Arnaldo Madeira (PSDB-SP), no Palácio do Planalto. Scalco está encarregado de conversar com o PFL em busca de um acordo. A estratégia dos governistas é tentar um entendimento com o PFL para votar amanhã a MP. Mas se não houver essa garantia por parte das principais lideranças pefelistas, os líderes dos partidos aliados admitem colocar a MP do setor elétrico em votação ainda hoje. A mobilização começou a ser feita ontem e a expectativa é de que ainda hoje haja quórum para a votação da matéria.O líder do governo na Câmara, Arnaldo Madeira, disse que está trabalhando para convencer o PFL a votar hoje a medida provisória que aumenta as tarifas de energia elétrica para compensar os prejuízos das concessionárias de energia com o racionamento. Para Madeira, seria o mais objetivo possível, diante das circunstâncias de se estar fazendo uma articulação importante para desobstruir a pauta de votação na Câmara, faltando menos de seis horas para o início da sessão. Segundo Madeira, o governo está trabalhando para ganhar a votação. "Esta é uma matéria muito importante e estamos trabalhando para ganhar e não para perder", afirmou. Ele disse que não falaria sobre nenhuma reunião de articulação ou avaliação do quadro político. O líder observou ainda que na votação no plenário, tudo pode acontecer, pois o relatório ainda precisa ser apresentado; a matéria é complexa e deverá haver muita discussão antes do início da votação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.