Reunião com Lula é positiva, mas governo precisa agir, diz MST

O coordenador nacional do Movimento dos Sem-Terra (MST), João Paulo Rodrigues, disse hoje que é positiva a decisão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva de se reunir, em julho, com as lideranças das famílias acampadas. Mas acrescentou que o governo precisa partir para a ação e fazer novos assentamentos. "É importante sentarmos pela primeira vez com o Lula. No entanto, nenhuma família ainda foi assentada neste ano pelo governo", disse Rodrigues, ao chegar ao Palácio do Planalto para a cerimônia de lançamento de medidas para estímulo à agricultura familiar. "Se o Lula quer conversar estamos disponíveis. A nossa relação com o governo está boa, mas isso não se resolve apenas com conversa", ressaltou. João Paulo Rodrigues disse estar otimista com os anúncios que o presidente Lula fará hoje, de medidas voltadas para a agricultura familiar. Ele evitou comentar se o MST continuará fazendo assentamentos por conta própria, sem a participação do Incra, como fez em Pernambuco. "Vamos esperar o pronunciamento do presidente", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.