Reunião com governadores ?só atrapalhou?, diz Dirceu

O ministro da Casa Civil, José Dirceu, assegurou aos governadores do Nordeste que não houve uma decisão sobre a reforma tributária na reunião realizada ontem no Palácio do Planalto. No encontro, Dirceu reconheceu que a reunião serviu mais para criar problemas do que para resolver. "Fizemos uma reunião que em vez de contribuir, só atrapalhou", disse ele. Os governadores reconheceram que houve boa vontade do ministro em discutir a proposta com eles. José Dirceu assumiu o compromisso de compensar o Nordeste por eventuais perdas, ainda que seja às custas de menor receita da União. Na reunião, uma das principais preocupações dos governadores do Nordeste foi com o fato de o ICMS se tornar um imposto federal e, com isso, acabar com a política de incentivos fiscais adotadas por cada um deles, chamada de guerra fiscal. As principais questões foram apresentadas pelos governadores do Ceará, Lucio Alcântara, e da Bahia, Paulo Souto. Os governadores queriam saber como ficariam os contratos assinados com as empresas concedendo a elas incentivos fiscais e que estão em plena vigência. O ministro José Dirceu disse que tais contratos estão garantidos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.