Retorno de Serra não altera planos do PSDB

O retorno do nome do presidente nacional do PSDB, José Serra, para a disputa municipal na capital não alterou os planos do Diretório Municipal do partido a respeito da pré-convenção, marcada para o próximo domingo. "Se o Serra quiser mesmo sair, acho que o anúncio deve ser feito até sábado, porque depois da convenção (no domingo), vai ficar difícil pois já teremos definido o nome na pré-convenção", destacou o presidente do Diretório Municipal do PSDB, deputado estadual Edson Aparecido.Questionado a respeito deste tema, o governador Geraldo Alckmin disse apenas que José Serra é um nome nacional e de grande força eleitoral. Mas além de Serra, o PSDB conta com ótimos nomes e quadros, como o dos quatro pré-candidatos que estão na disputa: o secretário de Segurança Pública, Saulo de Castro; o ex-presidente nacional da legenda, José Aníbal; e os deputados federais Zulaiê Cobra e Walter Feldman. "Independente de quem vai disputar, o PSDB terá um bom candidato para ganhar essas eleições municipais em São Paulo", reiterou Alckmin.O deputado Edson Aparecido garantiu que não conversou recentemente com José Serra a respeito do assunto. "Mas é claro que ele (Serra) representa a grande figura do nosso partido e a sua candidatura daria a este pleito uma dimensão nacional", emendou. Aparecido disse, ainda, que após o PSDB definir o seu candidato, o partido vai voltar a conversar com o PFL, apesar dos pefelistas terem lançado o nome do deputado estadual José Aristodemo Pinotti. "Respeitamos a decisão do PFL, mas nossa vontade é reeditar a aliança vitoriosa das eleições estaduais no pleito municipal".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.