Resultado do Ibope reforça ´ lulismo´, diz cientista

Apesar dos escândalos que ainda dominam o noticiário político, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e seu governo continuam em alta na avaliação da população, como mostra a pesquisa CNI/Ibope divulgada nesta sexta-feira, 6. Na opinião do professor e cientista político da Universidade Federal de Minas Gerais, Fábio Wanderley Reis, os índices positivos registrados não apenas pelo governo, mas também pelo presidente da República, é resultado do "fenômeno do Lulismo" no País."Desde o primeiro mandato, Lula vem resistindo galhardamente aos escândalos que envolvem aliados de seu governo", destacou.Para o professor, o presidente Lula e seu governo vêm se mantendo em alta, desde o primeiro mandato, sobretudo em função dos bons índices registrados na economia e também pelos programas de alcance social, como o Bolsa Família. "Podemos dizer que além do carisma e da imagem popular do presidente, o fenômeno do Lulismo se sobrepõe ao noticiário negativo porque a economia vai muito bem, o que faz o presidente Lula ser bem avaliado até por aqueles que usualmente não teriam essa disposição", destacou Fábio Wanderley.Na sua avaliação, a questão econômica é da maior importância para se apurar a percepção da população com relação ao governo e seu dirigente. "Vivemos hoje quase que um consenso entre os economistas a respeito da boa performance de nossa economia." Nesse contexto, Fábio Wanderley destaca que para que a imagem do presidente seja afetada seria preciso ocorrer "um grande desastre."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.