Resultado da CPI não deve cair no esquecimento, diz Fruet

Os deputados da extinta CPI dos Correios querem responsabilizar judicialmente os órgãos públicos que não responderam às recomendações contidas no relatório final da comissão. "O que nós queremos é que o resultado da CPI não caia no esquecimento", disse o deputado Gustavo Fruet (PSDB-PR) nesta quinta-feira, 22, em entrevista à Rádio Eldorado. De acordo com ele, apenas cinco dos 19 órgãos públicos notificados pela CPI tomaram alguma providência em relação às investigações. "Nós encaminhamos na semana passada um requerimento ao presidente do Senado [senador Renan Calheiros] para que ele cobre de todos esses órgãos o resultado dessas investigações sob pena de algum tipo de punição", afirmou o tucano. Fruet, que foi sub-relator da CPI dos Correios, disputou a presidência da Câmara no início deste ano, mas foi derrotado pelo candidato Arlindo Chinaglia (PT-SP). Sobre o episódio, o deputado disse que se trata de uma "página virada". "Ali, houve uma série de erros", disse. "Isso serviu para demonstrar essa contradição tanto na base do governo, quanto no PSDB".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.