Werther Santana/Estadão Conteúdo
Werther Santana/Estadão Conteúdo

Reportagem do ‘Estado’ recebe menção honrosa do Prêmio Vladimir Herzog 2017

‘Cerco aos isolados’ denunciou a situação de risco dos povos indígenas no Vale do Javari

Estadão Conteúdo

11 de outubro de 2017 | 16h06

Brasília – A reportagem especial “Cerco aos Isolados”, publicada pelo Estado em 29 de abril, recebeu menção honrosa do 39º Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos. A premiação foi anunciada na segunda-feira, 9, em sessão pública na Câmara Municipal de São Paulo.

A reportagem, de autoria de André Borges (textos e edição) e Werther Santana (fotos e vídeos), denunciou a situação de abandono e risco de morte dos povos indígenas do Vale do Javari, região da Amazônia com tamanho equivalente ao de Portugal onde está concentrada o maior número de povos isolados em todo o mundo.

A apuração de casos de desrespeito a direitos humanos e da situação de abandono dos índios se baseou em três meses de levantamento de dados, com acesso a informações de órgãos federais, organizações socioambientais, antropólogos e especialistas em conflitos indígenas. Paralelamente, foram realizadas negociações diretas com lideranças da região do Vale do Javari para que a reportagem obtivesse autorização para percorrer toda a área.

O objetivo era revelar a vulnerabilidade desses povos isolados sem contatá-los, em respeito aos seus modos de vida. Com autorização de lideranças indígenas da região, a equipe percorreu centenas de quilômetros de rios e trilhas pelo Javari. O trabalho registrou a invasão de madeireiros, garimpeiros, caçadores e pescadores em terras protegidas por lei.

A reportagem vencedora na categoria texto foi “Especial Quilombolas”, de Patrick Camporez, Luísa Torre e Marcelo Prest, da Agência Pública. O prêmio ainda concedeu menção honrosa para “Brasília Confidencial”, de Helena Mader, Adriana Bernardes e Renato Alves, pelo Correio Braziliense.

O 39º Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog bateu recorde de trabalhos inscritos, com 634 materiais enviados por jornalistas, artistas e repórteres fotográficos de todo o País. A primeira seleção das reportagens foi realizada por 22 jurados. Numa segunda fase, a escolha final foi feita por dirigentes das entidades organizadoras do prêmio.

A solenidade de premiação será no próximo dia 31 de outubro, às 20h, no Tucarena, em São Paulo, precedida da Roda de Conversa com os jornalistas premiados para a troca de experiências sobre o planejamento e a execução das matérias vencedoras, das 14h às 18h.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.