Reprodução/PMDB
Reprodução/PMDB

Repaginada na logotipo do PMDB vai custar R$ 30 mil

Marqueteiro de Doria foi contratado para 'mudar a cara' do PMDB, que voltará a se chamar MDB no começo de outubro

Pedro Venceslau, O Estado de S.Paulo

26 Setembro 2017 | 15h55

BRASÍLIA - Coordenador da campanha vitoriosa de João Doria à Prefeitura em 2016, o marqueteiro Lula Guimarães foi escalado para dar um banho de loja no PMDB.

Ele apresentará nessa terça-feira, 26, ao senador Romero Jucá, presidente do PMDB,  ao presidente  Michel Temer e os ministros do núcleo duro do Palácio do Planalto as três opções da logotipo que será adotada como a nova marca da sigla a partir do próximo dia 4 de outubro.

Guimarães já atuava no PMDB antes de ser liberado pelo partido para trabalhar com Doria em 2016

Nessa data a legenda de Eduardo Cunha, Sérgio Cabral e Geddel Vieira Lima realizará uma convenção na qual tentará se reinventar. A primeira providência será retomar o antigo nome, MDB, que havia sido aposentado em 1979.

“O partido sabe que mudar a marca e o nome são apenas parte da mudança”, reconhece Lula Guimarães.

Para escolher a nova marca, o PMDB realizou um concurso público e ofereceu R$ 30 mil ao vencedor. Dos 500 inscritos, dez candidatos passaram para a etapa seguinte e três chegaram a “final”. 

A convenção nacional do PMDB, que será realizada, em Brasília no dia 4 de outubro próximo, estava marcada originalmente para o dia 27 de setembro, mas foi adiada.

O PMDB também pretende adotar uma plataforma de comunicação digital integrada com os estados e fazer uma ofensiva nas redes sociais para melhorar sua imagem.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.