Renúncia de ACM deve acontecer na próxima quarta-feira

O senador Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA) deverá renunciar na próxima semana, segundo amigos e políticos que acompanham os desdobramentos da crise aberta no Senado com a violação do painel eletrônico. Antonio Carlos Magalhães, a exemplo do ex-líder do governo, José Roberto Arruda, pretende fazer um discurso da tributa do Senado provavelmente na quarta-feira, às 16 horas. No dia seguinte, ainda segundo esses amigos, Antonio Carlos será recepcionado por partidários políticos em Salvador. Ontem, Antonio Carlos Magalhães conversou longamente com o presidente do partido, sendor Jorge Bornhausen, e outros políticos do PFL, que o aconselharam a não insistir na estratégia de tentar evitar uma cassação no eventual processo a ser aberto pela mesa do Senado. A situação de ACM ficou mais delicada depois da renúncia hoje do senador Roberto Arruda. Segundo seus assessores, ao contrário do ex-líder do governo, o senador deverá fazer um discurso mais contundente, abordando, inclusive, suas relações com o presidente Fernando Henrique Cardoso. O ex-presidente do Senado não esconderá suas mágoas, motivadas pelo sentimento de traição por parte de FHC.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.