Renato Duque será ouvido pela CPI na PF em Brasília nesta quinta

Renato Duque será ouvido pela CPI na PF em Brasília nesta quinta

Mesa Diretora da Câmara proíbe que pessoas presas prestem depoimento na Casa; ex-diretor foi alvo da 10ª etapa da operação nessa segunda

DANIEL CARVALHO, O Estado de S. Paulo

17 de março de 2015 | 15h49

Brasília - A CPI da Petrobrás tomará depoimento do ex-diretor de serviços da estatal Renato Duque na sede da Polícia Federal em Brasília na próxima quinta-feira, 19, disse nesta terça-feira o líder do PPS na Câmara, deputado Rubens Bueno (PPS-PR). O presidente, deputado Hugo Motta (PMDB-PB), o relator, Luiz Sérgio (PT-RJ) e os subrelatores da CPI estão reunidos o para definir, entre outros pontos, os requerimentos que serão priorizados para votação na próxima sessão deliberativa da comissão, marcada para a terça-feira da semana que vem, diz 24.


No encontro desta terça-feira, 17, os parlamentares foram informados (segundo Bueno, que acaba de deixar a reunião) que o juiz federal Sérgio Moro, responsável pelas investigações da operação Lava Jato, enviou despacho autorizando a viagem do ex-diretor de serviços da Petrobrás a Brasília. Como um ato da Mesa Diretora da Câmara proíbe que pessoas presas prestem depoimento na Casa, Duque terá de ser ouvido em outro local. No caso, o depoimento ocorrerá na sede da Polícia Federal em Brasília.

A Polícia Federal deflagrou na segunda-feira, 16, a décima fase da Operação Lava Jato. Renato Duque foi preso, novamente, em sua casa no Rio de Janeiro e levado para a Superintendência da PF em Curitiba.

Depois de ouvir o ex-diretor de serviços da companhia, serão ouvidas mais duas pessoas. Na quinta-feira da semana que vem, 26, será a vez de Julio Faerman, representante da SBM Offshore no Brasil e acusado de pagar propinas para o ex-gerente da estatal Pedro Barusco desde 1997, durante o governo FHC. No dia 31 será ouvido Glauco Legatti, ex-gerente-geral da refinaria Abreu e Lima . 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.