Renan usa site pessoal para mostrar apoio de Lula

Sem apoio declarado do Planalto, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), recorre ao seu site pessoal (http://www.senado.gov.br/web/senador/RenanCalheiros) para mostrar que não foi abandonado pelo governo. Na página principal do site, Renan ostentava hoje uma foto dele com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Na quarta-feira, o Senado vai votar pela cassação ou absolvição de Calheiros, acusado de ter despesas pessoais pagas por um lobista da empreiteira Mendes Júnior.Na linha "somos eternos bons amigos", Renan explora a declaração de Lula de que o peemedebista tenha garantido seu direito de defesa e que não concordava com sua condenação prévia. Calheiros ainda mostra em sua página na internet uma série de apoios que tem recebido por vários lugares do País. São pessoas, que dizem acreditam na inocência do peemedebista. Algumas são identificadas apenas por apelidos.Além desta acusação, o presidente da Casa é suspeito de ter favorecido a cervejaria Schincariol junto ao INSS e à Receita Federal. O peemedebista também é acusado de ter utilizado laranjas na compra de um jornal e uma rádio em Alagoas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.