Renan prorroga licença até dia 29 de dezembro

O presidente licenciado do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), divulgou hoje uma nota informando que está renovando a sua licença no comando da Casa até o dia 29 de dezembro, último dia legislativo do ano. A renovação da licença passa a valer a partir de domingo, quando termina o prazo de 45 dias da primeira solicitação. Em nota, Renan afirma que a renovação da licença vai ao encontro da postura adotada por ele "desde o primeiro momento, de não interferir no processo". No documento de apenas seis linhas, o senador procura desvincular a prorrogação da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) da votação do segundo processo disciplinar movido contra ele, por suposta quebra de decoro parlamentar, com pena prevista de cassação do mandato. "Acatarei, com toda serenidade, o cronograma de tramitação que for estabelecido pela Mesa". Renan conclui o texto afirmando que, "desta forma, fica claro que qualquer outra discussão a respeito da agenda legislativa do Senado, incluindo a CPMF, é questão exclusiva das lideranças partidárias, do governo e da oposição". Renan deverá ser julgado em plenário entre os dias 4 e 5 de dezembro segundo previsão feita ontem pelo presidente interino da Casa, Tião Viana (PT-AC). Ele é acusado de ter adquirido duas rádios e um jornal em Alagoas por meio de "laranjas".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.