Renan manda esvaziar galerias e suspende sessão

Renan manda esvaziar galerias e suspende sessão

Tumulto aconteceu após o presidente da casa pedir que manifestantes se retirassem

ELIZABETH LOPES E RICARDO DELLA COLETTA, O Estado de S. Paulo

02 de dezembro de 2014 | 20h57

O presidente do Congresso, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), suspendeu na noite desta terça-feira a sessão do Congresso e mandou esvaziar as galerias do Plenário. Para suspender a sessão, ele alegou "partidarização" das galerias e disse que não seria possível continuar os trabalhos da Casa com as manifestações dos populares.

O clima estava tenso e exaltado e parlamentares da oposição subiram às galerias, com o intuito de tentar impedir o esvaziamento de público. Na pauta de hoje, estão dois vetos da presidente Dilma Rousseff, além do polêmico projeto de lei que altera a Lei de Diretrizes Orçamentárias e flexibiliza a meta de superávit fiscal.

Durante a confusão, a líder do PCdoB, deputada Jandira Feghali (RJ), pediu a saída dos populares em razão de xingamento contra a senadora Vanessa Graziottin (PCdoB-AM). "Numa sessão em que se debate política, não se admite que uma parlamentar seja chamada de vagabunda", alegou.

Tudo o que sabemos sobre:
SESSÃOCONGRESSOvetossuspensão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.