Renan manda arquivar ´CPI do Lula´

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), determinou nesta terça-feira o arquivamento do requerimento de criação da chamada "CPI do Lula". O requerimento, apresentado pelo senador Almeida Lima (PMDB), tinha 34 das 37 assinaturas necessárias para a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI).A comissão seria encarregada de investigar as relações do atual presidente do Sebrae, Paulo Okamotto, com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de Fábio Lula da Silva, filho do presidente, com a Telemar, e também apurar denúncias de suposto tráfico de influência por parentes de Lula, além do episódio da violação do sigilo bancário do caseiro Francenildo dos Santos Costa, o Nildo. Segundo Renan, a comissão seria inconstitucional, uma vez que os temas propostos pelo senador "já foram ou estão sendo objeto de investigação em âmbitos distintos". Além disso, explicou, não havia um fato determinado mas apenas uma relação de fatos desconexos ou apenas genéricos e imprecisos.Nota da Redação: Esta matéria foi alterada para o acréscimo de informações

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.